26. Safari Joe

Escrito por Stephen Perry

Sinopse oficial
Safari Joe, um caçador de grandes criaturas intergalático, chega ao Terceiro Mundo para caçar os ThunderCats. Usando seu rifle de cano múltiplo, ele captura cada um dos ThunderCats e aprisiona-os em gaiolas de Thundraniun, que drenam suas forças. Jaga aparece e diz a Lion-O da captura dos companheiros, avisando-o dos poderes do caçador. Lion-O cai no fosso camuflado do adversário, mas usa o Escudo Garra como um chamariz e escapa. Lion-O e Safari Joe fazem um pacto: Lion-O deve lutar contra ele sem a Espada Justiceira e ele vai liberar os ThunderCats. Lion-O habilmente atrai Safari Joe para o depósito da Toca dos Gatos, onde ele e Snarf fazem Safari Joe a se render como um covarde. Panthro reprograma o robô Mula do agora ex-caçador, dando-lhe uma diretiva de trabalho positiva.

Moral pelo Dr. Robert Kuisis
Safari Joe, que encobre sua insegurança e covardia com uma falsa bravata, é exposto como desonesto e desonroso quando passa de caçador a caçado. Ele não pode admitir para si mesmo e para os outros a verdade sobre si mesmo. Neste episódio, é mostrado que mesmo os ThunderCats têm pontos fortes e fracos, assim como nós. Sermos honestos com nós mesmos sobre nossas habilidades e apreciá-las com precisão nos permite sermos abertos, honestos e sinceros ao nos representarmos para os outros. Os amigos se respeitam mais quando cada um é verdadeiro e realista na auto-avaliação. Ter uma fraqueza não é motivo para encobrir e ser enganoso ao se relacionar com os outros. Ninguém é perfeito e todos nós temos pontos fortes e fracos.

Elenco e personagens
Lion-O: Newton da Matta
Panthro: Francisco José
Cheetara: Carmen Sheila
Wilykit: Marisa Leal
Wilykat: Nizo Neto
Snarf: Élcio Romar
Safari Joe: João Francisco Turelli
Robô Mula: Ionei Silva

Veículos em destaque:  Thundertanque, nave estelar de Safari Joe

Locais em destaque: Depósito da Toca dos Gatos, floresta.

Comentário oficial
Depois de um tempo assistindo a ThunderCats, pode ser fácil esquecer os atributos mais felinos dos personagens do ThunderCat e, em vez disso, pensar neles apenas como guerreiros humanóides super-ágeis, fisicamente acima da média, em vez de como eles são – essencialmente um amálgama de gato e humano, com muito de sua aparência fortemente enfatizando suas características de gato. No entanto, um episódio como “Safari Joe” traz de volta à atenção do público os atributos felinos de nossos heróis, quando o caçador de grandes criaturas intergaláctico é nomeado após atacar os ThunderCats, não por causa de um rancor ou desejo por poder, mas porque eles são o único tipo de gato que ele ainda nunca caçou. Não só isso é uma premissa inteligente, mas também fornece a série com um dos seus episódios mais memoráveis.

De muitas formas, este episódio é uma espécie de declaração do escritor Stephen Perry sobre o tema da grandes caçadas como jogos. Com vários animais no passado tendo sido caçados até o ponto de extinção, Safari Joe é, em muitos aspectos, uma caricatura do modo como muitas pessoas visualizariam um grande caçador de animais selvagens. Um personagem ganancioso, egoísta e arrogante. Este episódio deixa claro que Safari Joe, enquanto ostensivamente caçando sob a bandeira do esporte e por causa de seu desejo por um desafio, é na verdade um valentão que se deleita em caçar por causa da sensação de superioridade que preenche-o. Embora possa ser argumentado que, ao estereotipar os caçadores de tal forma, esta é na verdade uma trama ligeiramente arriscada do escritor, ela cumpre o objetivo de fazer de Safari Joe um vilão completamente desagradável que incorpora tudo o que ThunderCats (e assim uma grande porcentagem de sua audiência) odiaria.

Este episódio também é uma ótima vitrine para Lion-O por vários motivos. Além de ser reverenciado por Safari Joe e pelo Mula como o mais obviamente perigoso dos ThunderCats, este episódio mostra Lion-O triunfando mesmo sem a Espada Justiceira, usando sua inteligência e astúcia para enganar e intimidar o caçador. Recorrendo à sabedoria que vimos rapidamente adquirir ao longo do curso da série, Lion-O abraça com sucesso que no coração da maioria dos valentões encontra-se um covarde, e que o aspecto bullying da natureza de Safari Joe é mesmo para encobrir a própria covardia. Aquele Lion-O, jovem mas aprendendo, deveria atrair o caçador para seu próprio território na Toca dos Gatos, mostrando uma astúcia que exibe amplamente o quão esperto e experiente o jovem lorde está se tornando

Novamente, um dos principais temas deste episódio é retomado, quando focaliza a atenção do público de volta aos atributos felinos dos ThunderCats. Isso acontece quando Lion-O solta vários rugidos bestiais para intimidar Safari Joe. Na verdade, outro desses rugidos é usado quando Lion-O pula da armadilha que Safari Joe colocou para ele do lado de fora da Toca dos Gatos, um pequeno e adorável toque que novamente acentua a dinâmica do caçador contra um humanoide, uma presa parecida com um gato.

Há muito a amar nesse episódio, que eu pessoalmente considero um dos exemplos mais perfeitos de contar histórias da série ThunderCats. O enredo é envolvente e de suspense, o próprio Safari Joe se sente como uma ameaça legítima com um elemento de complexidade, os visuais são impressionantes, o diálogo é ágil, memorável e parece natural, e o episódio é uma grande vitrine para todos os personagens. Personalidades dos ThunderCats, apesar de um pouco desagradáveis, mas que os torna tangíveis, exceto Lion-O, que se sai como herói perfeito. Mesmo que este episódio seja completamente desprovido da ameaça usual de Mumm-Ra e os Mutantes, na verdade isso é quase imperceptível, tal é o sentimento de ameaça representado por Safari Joe. Em suma, este episódio é um verdadeiro clássico, e um merecido favorito dos fãs!

Escrito por Chris (He-Fan)

Curiosidades

  • Uma grande parte da sequência de animação com o Safari Joe capturando os Thunderkittens seria reutilizada como parte do episódio final da temporada 1, “Fond Memories”.
  • Na cena em que o Safari Joe captura os Thunderkittens, Wilykat comenta que ele está “finalmente aprendendo a pilotar” sua prancha espacial, enquanto Safari Joe comenta que as pranchas espaciais dos Thunderkittens estão “consertadas”. Essas referências indicariam que este episódio ocorre logo após “A Cápsula do Tempo”, embora na realidade vários episódios tenham ocorrido desde então, e Wilykat foi visto facilmente pilotando sua prancha em mais de uma ocasião.
  • Neste episódio é mostrado que Tygra não sabe nadar, mas em “As Bolas de Fogo de Plun-Darr” alguns episódios anteriores, Tygra é visto nadando perfeitamente! A explicação dada para isso dentro do episódio é que Tygra não é capaz de nadar a menos que seja invisível, explicando assim por que ele foi capaz de nadar através do fosso do Castelo Plun-Darr no episódio anterior mencionado acima. No entanto, nenhuma explicação é dada a respeito de por que sua visibilidade ou falta do mesmo deve afetar sua capacidade de nado.
  • Tigres são exímios nadadores na natureza.
  • Quando este episódio foi adaptado pela Marvel Comics para publicação em uma edição de sua série de quadrinhos ThunderCats, sua filial no Reino Unido forneceu uma explicação mais plausível para a natação de Tygra, publicando a adaptação de “Safari Joe” antes de “As Bolas de Fogo de Plun-Darr” – na verdade, a adaptação do último episódio da Marvel UK acrescenta uma linha de diálogo, segundo a qual Tygra explica a uma surpresa Willa que ele estava motivado a aprender a nadar após o encontro com o Safari Joe.
  • Curiosamente, uma cópia antiga do roteiro para este episódio mostra o nome do Safari Joe escrito como “Safari Jo”, tanto como título do episódio quanto em todo o script – essa é uma variação estranha no nome do caçador, dado que em muitos casos, ortografia “Jo” é na verdade a versão feminina do nome. Esta ortografia até chegou à adaptação da Marvel Comics do episódio, tanto a impressão dos EUA quanto a reedição do Reino Unido.
  • O roteiro original deste episódio revela que o Safari Joe foi originalmente planejado para ser mostrado usando um chapéu.
  • No roteiro original deste episódio, seguindo a revelação de Jaga para o Lion-O da identidade de Safari Joe e a declaração de Lion-O para Snarf que eles agora sabem mais do que eles, uma divertida linha de diálogos cortada do último episódio tem Snarf dizendo à Lion-O que ele é “ainda o sub-CAT neste concurso!”
  • Neste episódio é revelado que Panthro tem medo de morcegos, uma fobia que seria utilizada como uma fraqueza para Panthro várias vezes durante o restante da série.​​

Texto extraído de thundercats.org com tradução e adaptações de Luciano Marzocca

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *