62. O Reator Radioativo

Escrito por Lawrence DuKore
e Lee Schneider

Sinopse oficial
Uma nave espacial carregada com uma esfera radioativa letal está em rota de colisão com o Terceiro Mundo. Se atingir o planeta, ele será destruído. Lion-O e Panthro levam o Feliner para interceptar a nave espacial e neutralizar o perigo. Mumm-Ra se materializa perante os Mutantes para fazer um acordo: Tomem a esfera e todos eles governarão o Terceiro Mundo chantageando a população com a ameaça de destruição total. Os Mutantes aceitam a barganha. Mumm-Ra cria uma tempestade, que permite a Chacal embarcar secretamente no Feliner. Enquanto os ThunderCats interceptam a nave alienígena, o Mutante rouba a esfera radioativa. Mais tarde, ele ignora o acordo que fez com Mumm-Ra e com os outros Mutantes e foge com a esfera para si mesmo. Um Sacerdote do Mal enfurecido pega o traidor e o leva para sua Pirâmide. Os outros Mutantes, percebendo que foram enganados, os perseguem. Os ThunderCats, percebendo que o Terceiro Mundo está em grande perigo, também os seguem. Mumm-Ra luta contra todos eles enquanto escala a face da Pirâmide. Ele é derrubado dali com uma saraivada do poder de fogo ThunderCat e derrotado quando Panthro empurra a esfera no rosto do vilão, que vê seu próprio reflexo lá e voa para a segurança de sua cripta. Os ThunderCats explodem a esfera mortal nas profundezas do espaço sideral. O Terceiro Mundo está a salvo.

Moral pelo Dr. Robert Kuisis
Uma nave espacial com um dispositivo de reator radioativo, poderoso o suficiente para destruir todo o Terceiro Mundo, desencadeia uma luta de poder entre os Mutantes, Mumm-Ra e os ThunderCats por seu controle. Os ThunderCats procuram neutralizá-lo, mas Mumm-Ra e os Mutantes procuram usar sua ameaça de destruição para controlar o planeta. Mumm-Ra e os Mutantes começam a trabalhar juntos, mas Chacal trai os outros Mutantes e procura o dispositivo e o poder para Mumm-Ra e ele próprio. Mumm-Ra então se vira contra Chacal e toma o reator para si. Começa uma briga envolvendo os Mutantes, Mumm-Ra e ThunderCats, todos competindo pelo dispositivo radioativo. Finalmente, os ThunderCats perseveram, mas não antes de um resgate acrobático por Panthro impedir a detonação da bomba. A harmonia é restaurada quando os ThunderCats explodem com segurança o reator no espaço.

Algumas formas de energia, como a energia nuclear, são tão destrutivas que, se mal utilizadas, podem ameaçar a harmonia da ordem mundial como a conhecemos. Para garantir o uso seguro, as potências mundiais cooperam por meio de tratados sobre armas ou políticas de dissuasão. Essa cooperação é essencial para a segurança do mundo. A cooperação política em nível social pelas nações tem suas origens na cooperação entre indivíduos, famílias e grupos comunitários. Devido à importância de tal cooperação, é importante que aprendamos o valor da cooperação e procuremos envolvê-la em nossas vidas diárias. Devemos nos esforçar para buscar maneiras de trabalhar com outras pessoas com as quais mantemos contato todos os dias, em vez de sermos perturbadores ou anti-sociais. Como mostrado neste episódio, ações que, às vezes, parecem ter apenas um pequeno efeito sobre os outros, como a cooperação entre indivíduos, têm nelas as sementes das ações, que têm um efeito importante na vida de todos, como a cooperação entre as nações.

Elenco e personagens

Lion-O: Newton da Matta
Panthro: Francisco José
Tygra: Francisco Barbosa
Cheetara: Carmen Sheila
Wilykit: Marisa Leal
Wilykat: Nizo Neto
Snarf: Élcio Romar
Abutre: Luiz Feier Motta
Escamoso: André Luiz “Chapéu”
Chacal: Older Cazarré
Mumm-Ra: Silvio Navas

Locais em destaque: Pirâmide Negra; Floresta dos Unicórnios; Toca dos Gatos; Castelo Plun-Darr.

Veículos: Feliner; Nave Voadora; ThunderTanque; nave alienígena.

Comentário oficial
“O Reator Radioativo” é um capítulo refrescante da série ThunderCats porque se desvia da fórmula predominante da série. Em vez de se concentrar nos Mutantes e Mumm-Ra tentando obter o Olho de Thundera ou destruir os ThunderCats, ou ambos, “O Reator Radioativo” se concentra nos heróis e vilões que perseguem o mesmo objetivo.

Escrito pela dupla de escritores Lawrence DuKore e Lee Schneider, este episódio destaca os perigos da radioatividade. A ameaça de um holocausto nuclear tem sido destaque em todas as formas de mídia de entretenimento desde a invenção da bomba atômica. Isso é mais notável em quadrinhos e filmes feitos durante o auge da Guerra Fria, como o romance “O Homem de Ferro”, escrito por Ted Hughes. No entanto, em vez de se concentrar na paranóia associada a um Armageddon radioativo, “O Reator Radioativo” trata mais da ameaça tangível que as armas nucleares representam.

A chegada de uma nave alienígena com uma carga altamente radioativa perto do Terceiro Mundo alarma os ThunderCats e seus inimigos. Enquanto Mumm-Ra e os Mutantes querem usar a energia nuclear para controlar o planeta, os ThunderCats procuram neutralizar a ameaça. O que se segue é uma emocionante e intensa corrida contra o tempo para ganhar a posse da carga. Lion-O e Panthro alcançam a espaçonave alienígena primeiro no Feliner, mas o clandestino Chacal agarra a esfera perigosa e corre com ela, traindo seus companheiros Mutantes. O canino covarde não chega longe, quando Mumm-Ra entra em cena e arranca a esfera dele.

A relação precária entre os próprios Mutantes e sua ligação com Mumm-Ra são testadas aqui. É a desconfiança um do outro que sempre resulta na falência dos planos dos vilões, enquanto o trabalho em equipe dos ThunderCats garante seu sucesso. Esse conceito é demonstrado ainda mais durante a batalha climática final no topo da Pirâmide de Mumm-Ra, que é sem dúvida a melhor sequência de luta de toda a saga ThunderCats. Os Mutantes e Mumm-Ra dividem sua atenção entre atacar um ao outro e os ThunderCats, enquanto os heróis felinos trabalham juntos para obter a esfera radioativa. Até Snarf, normalmente tímido, se junta à ação e à cena em que ele viaja. A atuação de Mumm-Ra com certeza evocará aplausos da plateia!

A trama é suportado por animações fortes. A cena de Mumm-Ra e as formas sombrias dos Mutantes destacadas pelo relâmpago crepitante é apenas um dos muitos visuais impressionantes presentes neste episódio. Como a Arca da Aliança no filme “Indiana Jones e os Caçadores da Arca Perdida”, a esfera radioativa em “O Reator Radioativo” é o objeto de desejo de todos e serve para desencadear e promover o enredo sem desempenhar nenhum papel significativo. Mas a história em si alerta os telespectadores para a ameaça genuína representada por armas nucleares e se eles cairão em mãos erradas. Embora o título deste episódio seja obscuro, o episódio em si é de primeira qualidade!

Escrito por Wilycub

Curiosidades

  • Simiano é o único Mutante ausente em ação neste episódio.
  • A espaçonave alienígena que transporta a carga radioativa é idêntica em design à espaçonave da Kymera no episódio “Bom e feio”.
  • O escritor Lawrence DuKore era um ativista da paz e um quaker que se autodenomina “nova-iorquino da proibição da bomba” (página 298, Hear the Roar).

Texto extraído de thundercats.org com tradução, complementos e adaptações de Luciano Marzocca